quarta-feira, 9 de março de 2016

Da Muralha Fernandina às “Muralhas” do Século XXI

 Vista do Edifício da Alfândega a partir do Palácio das Sereias | © Arquivo AMTC




No Dia Nacional dos Centros Históricos o Museu convida para uma visita exploratória desde a Muralha Fernandina até à exposição COMUNICAR, no Edifício da Alfândega.












Serão percorridos espaços que testemunharam a sucessiva construção e derrube de muralhas físicas e psicológicas entre a comunidade e o seu território de proximidade.

Com a construção da Nova Alfândega do Porto, a partir de 1859, sobre o areal de Miragaia, foi destruída ou soterrada uma parcela da Muralha Fernandina que incluía a Porta Nobre e um torreão anexo.
Centenas de velhos edifícios, ruas e o pitoresco Botequim do Pepino desapareceram e deram lugar a novos prédios e à Rua Nova da Alfândega que passou a ser a via estruturante do local.
Se com estas alterações Miragaia reforça a sua ligação ao centro da cidade, a nova estrutura aduaneira revela-se uma nova “muralha” separando-a do Rio Douro, elemento que até então lhe tinha conferido as típicas características de comunidade ribeirinha.

Esta separação foi reforçada com a instalação de Estação Ferroviária para mercadorias e a respetiva linha de ligação a Campanhã.
Com a alternativa do Porto de Leixões a afirmar-se ao longo do século XX e com o encerramento da ligação ferroviária em 1988, assistimos ao paulatino processo de devolução da zona ribeirinha à população da cidade.

A instalação do Museu dos Transportes e Comunicações no Edifício da Alfândega Nova, com renovação a cargo do arquitecto Eduardo Souto de Moura, devolveu ao local o desígnio de “Casa da Comunicação” enquanto espaço de ligação entre a cidade e a região e outros pontos do mundo. Ligação anteriormente estabelecida a propósito do negócio associado às trocas comerciais é agora uma ligação reforçada pela cultura e conhecimento.

Entre os vários projetos do Museu a exposição COMUNICAR convida para a reflexão em torno das múltiplas formas comunicacionais que visam ultrapassar as novas “Muralhas” do Século XXI como as barreiras linguísticas ou a intolerância para com o Outro.


Dia/Mês. 2 abril
Horário. 15h30 (ponto de encontro Largo Artur Arcos)
Local. Museu dos Transportes e Comunicações. Edifício da Alfândega Nova do Porto
Informações em 223403000 ou museu@amtc.pt
Preço. 2,10€ por elemento em grupo, com mínimo de 10 participantes, mediante inscrição prévia até 31 de março

Nenhum comentário: