quarta-feira, 13 de julho de 2016

A República contada pelos meus avós | Dia dos Avós

Edifício da Alfândega, entrada | Arquivo AMTC
As avós sabem imensas histórias e adoram partilhá-las com quem gosta de descobrir como era o mundo no tempo em que eles eram mais novos.

No dia 26 de Julho, desafia os teus avós para uma visita à exposição “O motor da República: os carros dos Presidentes” e com eles fica a conhecer os veículos que transportaram Presidentes da República e seus convidados de visita a Portugal.
Venham daí e juntos descubram o carro em que viajou a Rainha Isabel de Inglaterra e os presentes oferecidos por alguns chefes de estado estrangeiros aos Presidentes portugueses.

Informações em 223403000 ou museu@amtc.pt

Fins-de-semana em Família

"O motor da República: os carros dos Presidentes" | Arquivo AMTC
Nos fins-de-semana de Julho e Agosto as visitas ao Museu em Família são diversas e ao gosto de pequenos e grandes exploradores.

Na exposição “O automóvel no espaço e no tempo” a história pode ser descoberta ao ritmo de um Safari que convida a descobrir animais por entre os modelos clássicos.

Para mais tarde recordar o sabor da visita à exposição “O motor da República: os carros dos Presidentes” as Famílias podem solicitar uma Sopa de Letras e nela desvendarem nomes de Presidentes da República ou marcas de automóveis.

Na exposição COMUNICAR as experiências práticas ao alcance de todos como a Máquina de Comunicar – Zeppelin ou a Praça dos Sentidos são enriquecidas os desafios de um Peddypaper.
À medida de cada Família uma visita ao Museu torna-se uma experiência inesquecível.

Mais informações em 223 403 000 ou museu@amtc.pt

Passo a Passo Partimos à Descoberta do Espaço!

Atividade de Verão | Universidade Júnior | 2016
O Edifício da Alfândega Nova do Porto continua a ser um mistério para muitos pelo que desafiamos para uma visita exploratória que permitirá descobrir e conhecer os espaços por onde o Capitão Nortada também já passou!

Em manhãs ou tarde animadas, mapas, plantas, bússolas e pistas servirão de orientação para todos os que embarcarem nesta viagem em busca do tão ambicionado Tesouro do Capitão Nortada.
No final desta aventura, a oficina “Despachar depressa e bem não há quem!” a todos envolverá nas tarefas necessárias ao despacho das mercadorias que chegam à Alfândega: verificar, reverificar, descrever, pesar, medir, consultar a Pauta Aduaneira, calcular o imposto e, finalmente, pagar ao Tesoureiro da Alfândega.

Vem daí viver esta autêntica aventura aduaneira!

Custo (por elemento)
Manhãs ou Tardes Animadas: 5,25€ (s/lanche)

quarta-feira, 9 de março de 2016

Da Muralha Fernandina às “Muralhas” do Século XXI

 Vista do Edifício da Alfândega a partir do Palácio das Sereias | © Arquivo AMTC




No Dia Nacional dos Centros Históricos o Museu convida para uma visita exploratória desde a Muralha Fernandina até à exposição COMUNICAR, no Edifício da Alfândega.












Serão percorridos espaços que testemunharam a sucessiva construção e derrube de muralhas físicas e psicológicas entre a comunidade e o seu território de proximidade.

Com a construção da Nova Alfândega do Porto, a partir de 1859, sobre o areal de Miragaia, foi destruída ou soterrada uma parcela da Muralha Fernandina que incluía a Porta Nobre e um torreão anexo.
Centenas de velhos edifícios, ruas e o pitoresco Botequim do Pepino desapareceram e deram lugar a novos prédios e à Rua Nova da Alfândega que passou a ser a via estruturante do local.
Se com estas alterações Miragaia reforça a sua ligação ao centro da cidade, a nova estrutura aduaneira revela-se uma nova “muralha” separando-a do Rio Douro, elemento que até então lhe tinha conferido as típicas características de comunidade ribeirinha.

Esta separação foi reforçada com a instalação de Estação Ferroviária para mercadorias e a respetiva linha de ligação a Campanhã.
Com a alternativa do Porto de Leixões a afirmar-se ao longo do século XX e com o encerramento da ligação ferroviária em 1988, assistimos ao paulatino processo de devolução da zona ribeirinha à população da cidade.

A instalação do Museu dos Transportes e Comunicações no Edifício da Alfândega Nova, com renovação a cargo do arquitecto Eduardo Souto de Moura, devolveu ao local o desígnio de “Casa da Comunicação” enquanto espaço de ligação entre a cidade e a região e outros pontos do mundo. Ligação anteriormente estabelecida a propósito do negócio associado às trocas comerciais é agora uma ligação reforçada pela cultura e conhecimento.

Entre os vários projetos do Museu a exposição COMUNICAR convida para a reflexão em torno das múltiplas formas comunicacionais que visam ultrapassar as novas “Muralhas” do Século XXI como as barreiras linguísticas ou a intolerância para com o Outro.


Dia/Mês. 2 abril
Horário. 15h30 (ponto de encontro Largo Artur Arcos)
Local. Museu dos Transportes e Comunicações. Edifício da Alfândega Nova do Porto
Informações em 223403000 ou museu@amtc.pt
Preço. 2,10€ por elemento em grupo, com mínimo de 10 participantes, mediante inscrição prévia até 31 de março